Medical workers, healthcare, covid-19 and vaccination concept. Angry and grumpy young female nurse, doctor scolding young patient breaking quarantine rules, shaking fist in threat

Todo enfermeiro já ouviu – ou vai ouvir – essas frases!

Trabalhar com o público não é uma tarefa nada fácil. E quando o assunto é a vivência em hospitais e clínicas, a situação só piora. Na grande maioria dos casos, os profissionais da saúde precisam lidar com pessoas que estão com dores. Por isso, lidar com pessoas impacientes e irritadas é uma realidade muito presente na vida de quem trabalha com a saúde. Isso faz com que os enfermeiros precisem lidar constantemente com situações embaraçosas – para não dizer irritantes – ao desempenhar a sua profissão. Para ilustrar melhor, separamos algumas frases que todo enfermeiro já ouviu – ou ainda vai ouvir.

“Nossa, mas técnico e enfermeiro não fazem a mesma coisa?”
Não. A principal diferença entre as profissões está no grau de escolaridade de cada uma. Quando falamos de técnico de enfermagem, para desempenhar a função é necessário um curso técnico de nível médio. Esse curso costuma durar entre 1 e dois anos. Já a enfermagem em si exige um profissional formado no curso de nível superior, que tem duração média de 5 anos. Enquanto os enfermeiros são capacitados para realizar qualquer tipo de atendimento, desde casos mais simples até os mais complexos e graves. Já o técnico de enfermagem é capacitado para fazer atendimentos em pacientes em casos de média e alta complexidade e atendimentos de pré e pós operatórios.

“Se estudasse mais passaria em medicina”
Essa é típica! E irrita muito qualquer enfermeiro/enfermeira. Os profissionais de enfermagem e médicos possuem funções essenciais e complementares, mas totalmente distintas. E a trajetória do enfermeiro deve ser respeitada. Assim como a faculdade de Medicina, a enfermagem também exige anos de estudo, muito foco e dedicação. Por isso, a última coisa que quem escolheu cursar Enfermagem quer ouvir de alguém é esse tipo de frase, já que indica uma comparação desnecessária e uma desvalorização do profissional – e da profissão – como um todo. Por isso nunca diga esse tipo de coisa para um profissional da enfermagem.

“Você pode atender um amigo de graça?”
Depois de passar anos e anos estudando, perdendo noites de sono e se esforçando para se tornar um bom profissional, os enfermeiros não precisam ouvir esse tipo de coisa. Além disso, essa pergunta quase sempre acontece em lugares aleatórios e fora do horário de trabalho do profissional.

“Você terá plantão no feriado”
Diferente das anteriores, essa não é dita por pacientes, mas pode causar o mesmo efeito das anteriores. Apesar de viver sempre se adequando aos horários diferenciados de trabalho e, na maioria dos casos, ter uma agenda cheia, os enfermeiros precisam realizar verdadeiros malabarismos para conciliar a vida profissional com a vida social, respeitando sempre a sua escala de trabalho. Por isso, o surgimento desses plantões “surpresas” no meio de um feriado muitas vezes faz os planos do profissional de enfermagem irem por água abaixo.

E você? Quais dessas frases você já ouviu e mais te irritou?

Posts relacionados